Os velhos

Carlos Drummond de Andrade Todos nasceram velhos — desconfio. Em casas mais velhas que a velhice, em ruas que existiram sempre — sempre assim como estão hoje e não deixarão nunca de estar: soturnas e paradas e indeléveis mesmo no desmoronar do Juízo Final. Os mais velhos têm 100, 200 anos e lá se perde … Continuar lendo Os velhos

Um lindo dia

Caminhava tranquilamente pelo badalado Boulevard Olímpico, no centro do Rio. Absolutamente nada para fazer, nada para se preocupar e, até mesmo, nada a temer. O dia lindo, explodindo de azul, até permitia que ele contemplasse, admirado, os armazéns, sobrados e igrejas que a antiga Perimetral escondera durante tantos anos. Mas o melhor de tudo era … Continuar lendo Um lindo dia

A rádio russa

Enquanto se servia do café requentado do jantar, aproveitou para ajustar o nível do som do velho rádio de ondas curtas. O dial digital acendeu e logo se ouviu o som de uma campainha ritmada, acompanhada do inevitável chiado característico dessas transmissões. Pois é, como obsessivamente fazia nos últimos dez anos, só sintonizava a enigmática … Continuar lendo A rádio russa

Fim

Frederic Brown O professor Jones vinha trabalhando na teoria do tempo havia muitos anos. – E descobri a equação-chave – ele disse um dia a sua filha.– O tempo é um campo. Esta máquina que construí pode manipular – e até inverter – esse campo. Premindo um botão enquanto falava, acrescentou: – Isto deveria fazer … Continuar lendo Fim

Fora do ar

Li em algum lugar, não me lembro onde nem quando (coisa comum com a quantidade de informações à disposição na rede) que o governo americano está preocupado com a posição dos submarinos da marinha russa, próximos aos cabos marítimos de comunicações, aparentemente para cortá-los no caso de uma guerra, provocando o caos entre seus inimigos. … Continuar lendo Fora do ar