O Grande Irmão existe!

Obama_BigBrother

“1984” é um romance do escritor inglês George Orwell, publicado 1949, retratando o cotidiano de um regime político totalitário e repressivo no ano homônimo. Efetivamente Orwell mostra como uma sociedade oligárquica coletivista é capaz de reprimir qualquer um que se opuser a ela. “Grande Irmão”, o centro do poder, é uma figura abstrata. Ninguém o conhece pessoalmente, mas todos os cidadãos vêem seu rosto em telões, instalados em locais públicos e nas salas das residências. Não é possível se esconder, pois, por meio de telões, ele também poderia ver seu interlocutor

A história é narrada por um homem que recebe a tarefa de perpetuar a propaganda do regime através da falsificação de documentos públicos e da literatura a fim de que o governo sempre esteja correto no que faz. O romance se tornou famoso por seu retrato da difusa fiscalização e controle de um determinado governo na vida dos cidadãos, além da crescente invasão sobre os direitos do indivíduo.

*****

– Você não pode ter 100% de segurança e ter também 100% de privacidade e 0% de inconveniência – salientou. – Nós temos que fazer algumas escolhas como uma sociedade. (Barack Obama, presidente dos USA, 7/6/2013)

No mesmo dia em que o governo americano admitiu ter o acesso a registros telefônicos de milhões de pessoas, o jornal “Washington Post” revelou que a Agência de Segurança Nacional (NSA) e o FBI estão conectados aos servidores centrais das empresas Apple, Facebook, Google, Microsoft, Yahoo, PalTalk, AOL, Skype e YouTube, extraindo áudios, vídeos, fotografias, e-mails, documentos e registros de conexão que permitem o rastreamento de movimentações e contatos de uma pessoa ao longo do tempo.

O governo americano admitiu nesta quinta-feira o acesso a registros telefônicos de milhões de pessoas e defendeu a prática como necessária para proteger os cidadãos contra ataques terroristas. A confirmação de um alto funcionário do governo veio depois que o jornal britânico “The Guardian” publicou em seu site uma ordem judicial secreta relacionada a dados de clientes da empresa de telefonia Verizon, acessados pela NSA.

*****

Os dois jornais mais influentes dos Estados Unidos, The New York Times e The Washington Post, publicaram duros editorais, protestando e cobrando explicações sobre essas violações da privacidade: President Obama’s Dragnet e The government needs to explain about the NSA’s phone data program. É bom lembrar que as escutas começaram em 2007, no governo do George W. Bush. Barack Obama, que foi eleito criticando a invasão de privacidade das forças de segurança do país, abraçou imediatamente a ideia, ampliou-a e, como tantos outros políticos, escondeu a verdade.

Apesar de não ser “abstrato”, é ou não é o próprio “Grande Irmão”?

Fontes: Agência Globo, Folha de São Paulo, The New York Times e The Washington Post.

2 comentários em “O Grande Irmão existe!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s