O rádio do submarino alemão

6 comentários sobre “O rádio do submarino alemão”

  1. Carlos, dada algumas diferenças, como nossas infâncias foram parecidas! Lá em casa também fomos criados a base do rádio. Pela manhã meu pai acordava e ligava para ouvir as últimas notícias. Na hora do almoço e a tarde, minha mãe ouvia radionovelas que marcaram bastante minha infância com todo aquele dramalhão. E a noite após o jantar, meu pai sintonizava numa estação que tocava boleros, mambos etc. Meu pai era um exímio dançarino e nos tirava para dançar. Era bom! Até hoje, venho para o trabalho e ouço rádio. Agora no celular. Sempre meus companheiros: rádio e livros. Excelente crônica amigo!
    Abraço!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Obrigado, Roseli. Meu pai também era ótimo dançarino e minha mãe acompanhava tranquilamente. Pena que não passaram o dom para o filho e sim o gosto pelo rádio. Ainda bem que, ao contrário do que previam os “profetas”, o rádio não morreu. Pelo contrário, está cada vez mais vivo e presente.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s