Ponto de ônibus

A gente passa por aqui e sente uma tristeza enorme. Agora, depois que o menino se foi, colocaram até uma viatura da PM do lado. Sei lá, é nessas horas que a gente cai em si e percebe como é difícil viver nessa cidade que tinha tudo para ser maravilhosa.

Recomendo a leitura do artigoNós não perdoamos os assassinos nem os governantes, desabafo emocionado escrito por Mausy Schomaker e Andrei Bastos, os pais do jovem Alex Schomaker Bastos, morto por assaltantes no dia 8 de janeiro, nesse ponto de ônibus da foto, em frente à Universidade Federal do Rio de Janeiro, em Botafogo.

2 comentários em “Ponto de ônibus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s