Movendo a vida

Mudanças são sempre bem-vindas, ainda mais quando desejadas e, se possível, planejadas. Está bom, nem sempre a gente acerta, por mais boa vontade que tenha. Em algumas situações, o melhor a fazer é arrumar as malas e ir embora. De qualquer maneira, seja por que motivo for, não dá para negar que sempre levaremos alguma coisa, principalmente amizades que durarão o resto da vida.

Mudanças podem ser físicas, morais, espirituais e institucionais, é claro. Aliás, o filósofo grego Heráclito de Éfeso, considerado o pai da dialética, ensinou que “ nada é permanente, exceto a mudança.” No entanto, nenhuma mudança será válida de não começar de dentro de nós mesmos. É como Ghandi dizia, “temos de nos tornar na mudança que queremos ver”.

Mudanças dão trabalho. Saem caro. Alteram rotinas. Provocam apreensão. Podem ser um desastre completo ou simplesmente a volta para o ponto de partida. Por outro lado criam expectativas, estimulam novos sonhos, instruem. São o início de alguma coisa ainda não realizada, um ponto de partida.

Mudanças movem a vida.

4 comentários em “Movendo a vida

  1. É o real, pois até mesmo na inércia e por mais que pensemos estar ou sermos os mesmos, muito já mudou, se foi melhor ou pior, cabe a nós decidirmos e se ainda assim o não persistir, deixemos então a inercia da vida prosseguir. Há de mudar com certeza, até nosso olhar, nossa estranha relação de lugar, tudo muda e não há como parar. 😉

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s