Dez bilhões no lixo

Publicado no Medium

Morar na Urca é um privilégio. Sossego, um visual de cartão postal e até mesmo um pouco mais de segurança. No entanto, basta chover, a maré encher, vazar ou qualquer ventinho mais arisco, um lixão inteiro toma conta de suas águas, lembrando que estamos no Rio de Janeiro, cidade maravilhosa das mazelas de seus governantes e moradores.

A maior parte das fotos deste artigo-desabafo foram feitas hoje, segunda-feira, pela manhã, após um final de semana chuvoso e frio. O resultado, como era de se esperar, não podia ser outro: uma imundície só. Triste é olhar o Corcovado da mureta famosa, emoldurado com tudo que é porcaria possível. Dá vontade de sentar no chão, chorar e morrer de vergonha dos turistas, literalmente embasbacados.

Desde 1994 ouvimos promessas e contabilizamos um gasto de mais de 10 bilhões de reais para recuperar e despoluir a Baia da Guanabara. Nesse meio tempo todos os eventos importantes como a Rio+20, Jogos Panamericanos de 2007, Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos no ano que vem foram justificados pelo seu grande legado, suas águas limpas.

Para quem não lembra, aí vão algumas declarações bombásticas dos governadores de plantão:

Marcelo Alencar, 1995: “nós vamos utilizar esses recursos se possível nos meus 4 anos”;

Garotinho, 2002: “estão dentro do cronograma previsto para serem encerradas em 2003”;

Rosinha, 2003: “já está atrasada de novo a obra, nós vamos ter que renegociar os prazos e eu quero adiantar e garantir a segunda fase de despoluição”;

Sérgio Cabral, 2006: “Eu não tenho a menor dúvida de que é um programa importantíssimo. Nós temos que convencer os japoneses, os bancos internacionais a continuarem investindo”;

Pezão, 2014: ”Vai melhorar a vida do entorno da Baía de Guanabara e de diversas cidades”.

No entanto, foi o prefeito da cidade do Rio de Janeiro que, em um momento de sinceridade, colocou a pedra final nessa “aventura” ou o pingo nos iis, como queiram:

“É uma oportunidade perdida sim. E não é pras Olimpíadas, é perdida para algo que é ativo importante do Rio. Despoluir a Baía de Guanabara era algo que a gente deveria ter conseguido atingir. Não tenho preocupação porque contingência se monta. Acho uma pena com o carioca, que é o ativo principal da nossa cidade, que são as belezas naturais, a possibilidade que a gente tinha de ativo como a Baía recuperada não estar totalmente saneado até lá”.

E afinal, com tanto dinheiro, disposição e promessas, porque a despoluição não sai? O biólogo Mario Moscatelli, crítico feroz do descaso governamental, resume o que realmente está acontecendo:

poluição3”Simplesmente estamos mostrando para o mundo que apesar de no passado maravilhosa ambientalmente, nossa cidade vem sendo massacrada pelo crescimento urbano desordenado, fruto da ausência de políticas públicas permanentes e eficientes na área de habitação, pela falta de infraestrutura básica no que diz respeito à coleta, tratamento e disposição final adequada do esgoto, pela falta de competência e seriedade no que diz respeito às centenas de milhões de dólares que escoam pelo ralo da impunidade e da prevaricação sistêmica associados a projetos ambientais faraônicos que há vinte anos se sucedem na Baía de Guanabara e, efetivamente, não geram qualquer melhora ambiental”.

O pior de tudo assistir nosso dinheiro indo direto para o ralo (ou lugares mais obscuros), sem esboçar qualquer reação. Onde está nossa indignação? Decididamente perdemos o foco e nos contentamos com discussões estéreis nas redes sociais. Enquanto brigamos nos facebuquis da vida, esses “gestores” esfregam suas mãos impunes e ainda querem que acreditemos são os “pais da pátria”, os “nossos guias”, a “esperança”.

oOo

Aliás e a propósito, não deixe de ler o ótimo artigo “Não deixe seu lixo poluir a Baia da Guanabara”, de autoria da artigo da ambientalista Valéria Miguez, explicando com detalhes de onde vem tanta poluição e o que podemos fazer.

9 comentários em “Dez bilhões no lixo

  1. Carlos!

    Entendo sua atitude, ainda mais que agora vê essa degradação quase diariamente! Sou solidária! E pedindo licença!

    É que a Baia da Guanabara faz parte de mim desde minha infância. Tenho também um apreço por ela!

    Há pouco tempo fiz mais um apelo ao cidadão do que propriamente um artigo sobre a poluição que ainda tem nela… Mesmo sem esquecer dos governantes:
    “(…)Vale registrar que dela fazem parte 15 municípios. Cujas áreas urbanas vão de média à alta densidade demográfica, e que tiveram um crescimento sem o menor planejamento urbano por ter sido meio abrupto. Que além de gerar vazadouros de lixos clandestinos, há o problema com os aterros sanitários: o que fazer com todos eles? Mas há de se pensar também em quantas estações de tratamento de esgotos deveriam existir para cumprirem seu papel?(…)”

    Cujos ambientalistas não minimizarão o problema, mas como o meu foco era o cidadão comum que joga o lixo nela, diretamente ou não… foi por esse ângulo que eu segui:
    “(…)Sua bacia hidrográfica é composta de 35 rios. Cuja foz de cada um deles há os berçários também das espécies marinhas dessa baia em seus manguezais. Agora, a recuperação desse importante bioma tem recebido atualmente elogios de ambientalistas. Cuja crítica recai mesmo na quantidade de lixo que ali desaguam, dificultando uma recuperação mais rápida. Bem, do lixo industrial há o caminho pelas leis ambientais… Mas como achar o “dono” desse lixo? Um problema diário e que não diminui!(…)”

    “(…)Agora, o cidadão comum deve saber que também é responsável pela recuperação ambiental da Baia de Guanabara! Não suje esse belíssimo patrimônio de todos nós!”

    https://cadeiranteemprimeirasviagens.wordpress.com/2014/11/13/nao-deixe-seu-lixo-poluir-a-baia-de-guanabara/

    De vez em quando eu “falo” diretamente com os sujismundos por aí! Mesmo sendo uma missão quase impossível fazer com que não saiam jogando o lixo por aí!

    Curtido por 1 pessoa

    1. E em outro artigo sobre o Reuso da Água, pode ser uma das saídas para os munícipios no entorno dessa baia.

      Estação Ecológica de Esgotos:

      “(…)Um outro exemplo vem de Araruama, município do Rio de Janeiro. Onde se encontra a maior estação ecológica de esgotos do Brasil. Algo que poderia ser copiado em outros municípios por ser uma estação de tratamento de esgoto que não exala mau cheiro nem odores à vizinhança. O que só por isso ja seria ótimo. Mas ela também não utiliza nem energia elétrica e nem produtos químicos para tratar a matéria orgânica. Pois são certas espécies de plantas que fazem toda a “limpeza”. É formidável o projeto! Para quem tem acesso ao Globo Sat Play poderá conhecer essa Estação Ecológica de Esgoto pelo programa Cidades e Soluções, segue o link:
      http://globosatplay.globo.com/globonews/v/3562586/
      Aliás, esse programa, o Cidades e Soluções, deveria ser transmitido também no canal aberto. Seria um grande serviço ao país!(…)”

      https://cadeiranteemprimeirasviagens.wordpress.com/2014/11/10/o-reuso-da-agua-precisa-se-tornar-um-habito/

      Curtido por 1 pessoa

    2. Concordo, Valéria. Deixar esses assuntos só na tv a cabo é privar grande parte da população de informação. Tomei a liberdade de colocar o link do seu artigo “Não deixe o seu lixo poluir a Baia da Guanabara” no final do meu post. Esse tem que ser compartilhado! Um abração.

      Curtido por 1 pessoa

    3. E aí a gente lê seu ótimo texto, vê que foi escrito em 2013, olha prá Baia da Guanabara, sabe que ano que vem tem Jogos Olímpicos e descobre que ela está ainda mais suja, abandonada e criminosamente usada para fins escusos (leia-se obras inúteis). O pior é que a população parece que não dá a mínima, poucas vozes se ouvem protestando e cobrando alguma atitude. Uma pena, nossa Baia está morrendo, mas acredito que não podemos esmorecer e silenciar. Vamos continuar fazendo barulho, enchendo o saco das “autoridades”, perturbando a mídia. Afinal, blogs são para isso mesmo. Um abração e muito obrigado pelo comentário.

      Curtido por 1 pessoa

  2. É muita grana mesmo jogada no sabe lá que “lixo”… Moscatelli está certo!

    Falta disposição e em um trabalho contínuo mesmo que não se reelejam. Esse é também um item importante tanto por parte dos Governadores quanto das Prefeituras da Região Metropolitana: a continuidade pelo saneamento básico! Seria com todos se unindo com esse propósito e independente de partido político.

    É pensar pelo e para o povo já que foi para isso que se reelegeram!

    Fazendo o tratamento do esgoto de forma conjunta o mesmo não chegar in natura na Baía.

    E o povo deixar de jogar o lixo fora das lixeiras! Até que poderiam voltar com a campanha do Sujismundo. Eu quase apanhei quando sugeri isso num fórum… É que associam a algo do tempo da Ditadura. Enfim, creio que a campanha foi válida!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s