Cachorros

Foto: Carlos Emerson Junior

Braunes, Nova Friburgo, inverno de 2010. Lá ia eu na minha corrida matinal quando dei de cara com um salsichinha preto, amistoso e festeiro, pulando na minha perna. Fiz uma afago em sua cabeça e bati palmas na casa mais à frente. Não deu outra: era o Toquinho que, levado como todo o daschund que se preza, aproveitou a porta aberta e saiu para explorar o mundo.

Retomei o ritmo e continuei o exercício ladeira acima. De repente ouço o grito: – Tio, pega o Thor, pega a Lisa! Voltei e lá vinham três boxers brancos, lindíssimos, a toda velocidade bem na minha direção. Acelerei a corrida e consegui segurar o Thor, uma simpatia só. Enquanto rebocava o bicho para casa, sua dona, de carro, conseguiu recapturar os outros dois, lá em cima, na Curva da Macumba.

Pois é, e eu ainda nem tinha conhecido a “minha” cachorra Filó…

Foto: Carlos Emerson Junior

 

 

Publicado por Carlos Emerson Junior

Um escritor

Se junte à conversa

3 comentários

  1. Quando nossos vizinhos tem seus bichos até eles se tornam amistosos, claro que nem sempre, mas é fato. Geralmente os menores são mais difíceis de capturarmos em uma fuga de passeio, os maiores são bem mais fáceis. 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: