Morri

– Acho que eu já te contei que morri, fui pro céu e voltei, não é mesmo?

— Não e não estou com a menor disposição para ouvir mas, infelizmente, tenho a impressão que você vai contar de qualquer jeito…

– E porque eu faria isso? Se você não quer ouvir eu não conto e ponto final.

– Tá falando sério, cara?

– Te enganei, imagina se não vou contar a história de minha vida. Começo do começo, digo, da infância ou você quer que eu vá direto para a minha morte?

– Faz o que você bem entender, acabei de perceber que também morri e não tem nem uns vinte segundos. Assim, logo, logo você estará contando sua história para um corpo inerte.

– Você morreu mesmo?

– Tô mortinho da silva e muito espantado com sua distração. Pô, você não sabe reconhecer um defunto quando dá de cara com um? Afinal, experiência não lhe falta, você já morreu uma vez.

– Morri e desmorri. Tudo bem, fica calmo que não vou sair do seu lado. Quando você acabar de morrer, eu conto tudinho.

– Só se você morrer também, já que não pretendo voltar nunca mais.

– Puxa… Então tá, me espera só um pouquinho que já vou morrer outra vez e aí a gente segue juntos papeando lá pro céu. Tchau!

Desenho: Flávio Wetten

Publicado por Carlos Emerson Junior

Sou carioca, escritor, fotógrafo nas horas vagas, casado. Moro em Nova Friburgo, na Serra Fluminense.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: