Visões

Foto: Carlos Emerson Junior

De repente sentiu uma coceira danada nos olhos, daquelas de desesperar. Parou na calçada, tirou os óculos e esfregou a vista como se não houvesse amanhã, mesmo sabendo que isso não se deve fazer. Ah, que se dane, coçar o olho daquele jeito era bom demais. Voltou a olhar, conferiu que a coceira se fora e quase caiu de susto no chão. O velho, ancestral, histórico Palácio do Catete, bem à sua frente, estava diferente, cheio de cores, parecendo uma pintura, uma alegoria carnavalesca. Fechou os olhos novamente, coçou de novo, sacudiu a cabeça e olhou novamente.

– Moço, o senhor está passando bem? A voz feminina, ao lado demonstrava preocupação. Olhou de novo para o hoje museu e aliviado conferiu que as cores tinham desaparecido, o dia seguia calorento e normal no Rio de Janeiro. Agradeceu a preocupação da senhora e retomou seu caminho. É isso, pensou, sua obsessão com o Carnaval estava saindo dos limites. Ainda bem que a sexta-feira já está chegando e a esbórnia só vai acabar na quarta-feira. Ou não!

Publicado por Carlos Emerson Junior

Sou carioca, escritor, fotógrafo nas horas vagas, casado. Moro em Nova Friburgo, na Serra Fluminense.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: