Vai passar, Nova Friburgo!

Google Imagens

O que você faz quando precisa escrever um texto e a inspiração, ideias, criatividade e disposição desaparecem? Já notaram que em tempos de quarentena (pra valer), ficamos mais lentos, dispersos, desligados e, por que não, preguiçosos? Se faz frio e chove, como hoje, aí degringola tudo. Se sair da cama passa a ser um suplício, imagine sentar com o notebook para trabalhar, quando a vontade mesmo é vestir um moletom bem grosso, acender a lareira, tomar um chocolate quente e voltar para baixo do moletom… na cama, é claro!

Bom, vamos lá que hoje não é dia de dormir e sim de festejar o aniversário da minha querida Nova Friburgo, uma senhora com 202 anos de idade! As comemorações foram suspensas, é claro, afinal o coronavirus que sequer foi convidado para a festa, continua aprontando por aí. Hoje é feriado municipal e sequer o sol veio trabalhar. Não sei como está o centro da cidade, mas aqui no Sans Souci o silêncio chega a doer no ouvido. Sei lá, o tempo chuvoso, a quarentena prolongada e a dúvida sobre o nosso futuro desanimam qualquer um.

Hoje não vamos ter a tradicional parada na Alberto Braune com os militares do Exército, Marinha, PM e Bombeiros, a garotada e os ex-alunos das escolas com suas bandas, os músicos da Euterpe, da Campesina e tanta gente boa e amiga que nos faz sorrir. Fico aqui imaginando como seria bom se o vírus desaparecesse por algumas horas para que todos desfilassem e nos encantassem. Pena que só em em sonho mesmo…

Parabéns, Nova Friburgo! Parabéns, friburguenses. Apesar de ter passado a vida quase toda no Rio, aprendi a amar essa cidade singular, bonita e extremamente acolhedora. Não fique triste, Nova Friburgo, estamos comemorando seu aniversário com nosso coração, aqui mesmo, do seu lado, em nossas casas aguardando a hora de retomarmos nossas vidas. Parabéns, Nova Friburgo! Acredite, tudo isso vai passar.

Sempre passa!