Retas cortadas

 

Nas aulas de geometria aprendemos que as paralelas só se encontram no infinito e tem até que prove isso com equações matemáticas. Aí, um belo dia, adulto já, dou de cara com essas retas cortadas e, pior, desalinhadas. Coitadas, essa aí nunca alcançarão o seu infinito, seja lá onde ele estiver. Ou será aí mesmo, na Avenida Niemeyer, em São Conrado, numa obra de uma ciclovia carioca?

Sei não, o mundo anda muito estranho…